You are currently viewing CollabDesign – Um coletivo regenerativo

CollabDesign – Um coletivo regenerativo

CollabDesign convida-nos a olhar para o mundo como uma brincadeira em que todos devem cooperar para ganhar.

Há muitos anos, eu venho estudando e vivenciando grupos colaborativos. Sabe quando você busca algo por muito tempo e “de repente” percebe que encontrou a sua tribo? Em 2013, tentei organizar uma casa colaborativa na Vila Mariana em São Paulo e foi o início de uma jornada em processos colaborativos. Já idealizei um coworking em 2016 (Connect 10 Hub), idealizei uma rede de ensino e aprendizagem (AcademiaKonfide.com.br), um coletivo de marketing/empreendedorismo digital (Elementa.com.br), uma rede de voluntários para ajudar ONGs/Projetos Sociais no marketing digital (Wikisocial.com.br) e o clube de origamistas (Origami.club).

Estou participando do ZA2 (Zona Autônoma de Aprendizagem) que é um festival de aprendizagem no qual 50 pessoas foram selecionadas para colaborar durante 3 meses para aprender e ensinar diversos temas e tecnologias sociais.

Fui no canal do CollabDesign e ordenei os vídeos pelo MAIS ANTIGO primeiro e este vídeo é perfeito para começar.

https://www.youtube.com/watch?v=W39XK2LFh_4

Saiba mais sobre o CollabDesin

Collab vem de Collaborative(colaborativo em inglês) e Design vem da pré-suposição de que ao organizar recursos específicos para atingir um determinado objetivo estamos a praticar uma atividade que pode ser descrita como “design”. Neste sentido, todos nós somos designers.

Quando pessoas e organizações lembram que também são natureza

É uma resposta aos desafios que a vida na Terra enfrenta através da construção de comunidades que prezam pelo desenvolvimento pessoal e organizacional em prol da regeneração planetária.

Quando falamos em Design Colaborativo,  temos que reunir os processos mais sólidos da inovação sistêmica para resolver os grandes problemas enfrentados pela humanidade e o planeta como um todo.

Isto só pode ser alcançado ao navegar a complexidade de forma completamente disruptiva.

PARA QUEM É?

Se você está a procura de processos colaborativos que podem ajudar a transformar seu ambiente de trabalho e comunidade esta exploração do mundo das tecnologias sociais é um ótimo lugar para começar… ou continuar!

CollabDesign pode ser útil para qualquer pessoa interessada em crescimento pessoal, design organizacional e processos colaborativos com foco na regeneração do tecido socioambiental. 

Tecnologias e Metodologias

Design Thinking

Conjunto de ideias e insights para abordar problemas complexos.Adotado por indivíduos e organizações, principalmente no mundo dos negócios, bem como em engenharia e design contemporâneo, o design thinking tem visto sua influência crescer entre diversas disciplinas na atualidade, como uma forma de abordar e solucionar problemas.

Teoria U

Propõe que a qualidade dos resultados que criamos em qualquer tipo de sistema social depende da qualidade de atenção, presença e consciência que mostram os participantes.Oferece ferramentas incríveis que pretendem reconectar o indivíduo consigo próprio, com os outros e com o ambiente através de um poderoso sistema. Também inclui o Teatro de Presenciamento Social como forma de incorporar os processos do método.

Sociocracia

É uma metodologia que oferece um sistema de governança que opera de baixo pra cima através de uma estrutura circular. É composta de poderosas ferramentas para tomada de decisão, resolução de conflitos, eleições de representantes em organizações e gestão descentralizada. De fato, a sociocracia poderia oferecer toda uma nova forma de governar uma empresa, escola e até mesmo um país com uma estrutura de poder distribuída.

Comunicação Não Violenta

Um modelo que pretende tornar o processo de comunicação em algo mais compassivo e humanitário a partir da observação consciente dos nossos hábitos.É uma poderosa ferramenta de resolução de conflitos e auto conhecimento, essencial em qualquer tipo de organização que pretende oferecer um espaço acolhedor para seus integrantes.

Pensamento Sistêmico

É uma abordagem que pretende ver o mundo como uma rede, como um emaranhado de complexas relações que se adaptam de acordo com as suas interações. Podemos dizer que um sistema é um conjunto de partes que interagem entre si. A raiz do pensamento sistêmico está na idéia de que cada parte do sistema influencia o todo(que por sua vez é maior do que a soma individual das partes).

Teoria U

Propõe que a qualidade dos resultados que criamos em qualquer tipo de sistema social depende da qualidade de atenção, presença e consciência que mostram os participantes.Oferece ferramentas incríveis que pretendem reconectar o indivíduo consigo próprio, com os outros e com o ambiente através de um poderoso sistema. Também inclui o Teatro de Presenciamento Social como forma de incorporar os processos do método.

O Trabalho que Reconecta

É um conjunto livre de atividades, que tem Joanna Macy como professora raiz, e surgiu há mais de 40 anos como uma resposta direta às crises sociais, ecológicas e econômicas do nosso tempo. Busca entender e encarar esses desafios com um olhar lúcido e coração aberto, e nos convida a uma reconexão conosco, com os seres e com o poder de cura que nasce da vida interdependente.

Teatro do Oprimido

Baseado no pressuposto de que o diálogo é a dinâmica comum e saudável entre todos os seres humanos, que todos os seres humanos desejam e são capazes de dialogar e que, quando um diálogo se torna um monólogo, a opressão se inicia. O teatro torna-se então uma ferramenta extraordinária para transformar o monólogo em diálogo. “Enquanto algumas pessoas fazem teatro”, diz Boal, “todos somos teatro”.

Pedagogia do Oprimido

Proposta por Paulo Freire em 1968 como a nova visão da educação libertadora. Nós vivemos em uma sociedade onde experimentamos um eterno ciclo de opressão. E dentro deste ciclo, o maior sonho do oprimido é se transformar em opressor. A pedagogia do oprimido pretende romper com este ciclo e dar a opção ao oprimido de quebrar as correntes opressoras do sistema educacional.

Estruturas Libertadoras

Estruturas Libertadoras introduzem pequenas mudanças na forma como nos reunimos, planejamos, decidimos e nos relacionamos uns com os outros. Elas colocam o poder da inovação, antes reservado apenas para especialistas, nas mãos de todos.

H3Uni

É uma aventura para novas maneiras de co-criar um novo padrão de vida que leva em consideração a complexidade, a interconexão e a emergência. As ferramentas do H3uni são incrivelmente simples e poderosas e 100% baseadas em processos colaborativos. É possível desenvolver processos altamente complexos com uma abordagem lúdica e focada na facilitação visual.

Biomimética 3.8

A biomimética pode ser muita coisa: um modelo mental, uma ferramenta de inovação ou uma ciência. Se observarmos a formação da palavra, conseguimos compreender de forma mais literal a sua acepção: bio significa vida, e mimesis é imitação. A biomimética, portanto, é a imitação da vida.

GameStorming

É uma compilação de processos colaborativos que são apresentados como jogos. GameStorming busca estimular o espírito criativo das pessoas através de uma abordagem lúdica e divertida. São muitos os processos mapeados pelo método e há um livro inteiro para ser apreciado onde é possível compreender com grande profundidade cada uma das propostas.

ProcessWork

Ao promover um diálogo entre o taoísmo, física quântica, shamanismo, conceitos oriúndos da cosmovisão de povos originários como os Aborígenes, psicologia Junguiana e inúmeras outras abordagens o ProcessWork oferece uma poderosa abordagem que se torna essencial para fundamentar processos colaborativos e transformação de conflitos.

Dragon Dreaming

É uma abordagem de sistemas vivos para o design colaborativo de projetos inspirada na cultura aborígene, teoria do caos e complexidade, ecologia profunda e no pensamento sistêmico, Dragon Dreaming oferece uma meta-modelo que descreve qualquer tipo de processo de Design Colaborativo como um organismo vivo.

Organizações Orgânicas

É um modelo de autogestão inspirado em Getting Things done, Sociocracia 3.0, Holacracia, Metodologias Ágeis e Reinventado Organizações. O2 oferece uma abordagem simplificada para organizações que buscam um modelo de autogestão que pode ser implementado e escalado em um contexto corporativo, cooperativo, associações e outros.

Marcio Okabe

Sou um japonês baiano que fez engenharia elétrica na Unicamp e pós-graduação na FGV. Gosto de temas relacionados a desenvolvimento humano como Curso Avatar, PNL, Leader Training, Investigação Apreciativa, Dinâmicas Humanas, Espiritismo e outros.

Deixe um comentário